12 livros que falam de saúde e medicina que você não pode deixar de ler

1- O Físico 

10 Livros que todo médico deve ler - O Físico

Trata-se do cultuado best-seller do escritor americano Noah Gordon, que também fez bastante sucesso no cinema desde o seu lançamento em 2014. É o primeiro de uma trilogia, mesclando romance, sensualidade, aventura e fatos históricos, tendo como pano de fundo a Idade Média e as Cruzadas. Rob J. Cole encarna um jovem inglês que é aprendiz de cirurgião-dentista no século XI. O livro acompanha sua peregrinação para estudar Medicina no tempo em que a dissecação de humanos era proibida pela Igreja Católica e as melhores escolas médicas ficavam no mundo árabe. Ao mostrar as dificuldades comuns, fica patente que a realidade da Medicina é igual em qualquer lugar do mundo e período histórico.

 2- Médicos de Homens e de Almas

10 Livros que todo médico deve ler - Médicos de Homens e de Almas

Um dos títulos mais citados e lidos pelos profissionais mais experientes. A autora Taylor Caldwell estudou intensa e profundamente, durante muitos anos, a obra do evangelista São Lucas, protetor dos Médicos, para romancear sua trajetória com uma narrativa emocionante, sem economizar nos detalhes históricos. Ao abordar também as fraquezas do protagonista, ela aproxima o leitor da realidade e sempre lembra que o médico é uma pessoa como qualquer outra, que também ama e odeia, sofre, adoece e morre. E que ser médico implica em pensar, tendo uma visão da realidade que o cerca, para que possa também tratar das “almas”, como o apóstolo Lucas.

3- O Imperador de Todos os Males: uma biografia do Câncer

10 Livros que todo médico deve ler - O Imperador de Todos os Males: uma biografia do Câncer

Obra que rendeu ao cancerologista Siddhartha Murkhejee o Prêmio Pullitzer de 2011. A história é real e o médico faz uma narrativa profundamente humana da doença cujo nome muitos ainda receiam pronunciar. Com uma linguagem bastante acessível, descreve sucintamente as etapas do processo repleto de idas e vindas da pesquisa da enfermidade, com suas promessas de vitórias e a decepção das recaídas. Também mostra sem máscaras alguns tratamentos radicais, como a mastectomia e a quimioterapia, além de abordar a importância tardia dada à prevenção. Tem tecnologia e ciência. Mas, principalmente, a marca do humanismo de um oncologista que convive diariamente com o drama de seus pacientes.

4- O Século dos Cirurgiões

10 Livros que todo médico deve ler  - O Século dos Cirurgiões

Na era pré-anestésica, o século 19 é um marco histórico para os cirurgiões, pois assinala o período em que a Medicina conheceu a cirurgia sem dor. No livro, Jurgen Thorwald aborda as raízes históricas da Medicina Moderna e apresenta histórias e relatos, vivenciados por Henrique Estevão, seu avô, por quem tinha grande orgulho e admiração. É a partir daí que descreve todo processo de surgimento da anestesia, com um belo relato do trabalho dos famosos pioneiros e de sua contribuição para o progresso das cirurgias. A obra é indicada não só para os especialistas, mas também para os leigos, que tomam conhecimento dos principais problemas da cirurgia.

5- Por um fio

10 Livros que todo médico deve ler - Por um fio

Neste livro, Drauzio Varellla revela através de histórias reais um pouco de sua experiência em Oncologia Clínica. Ele analisa os efeitos da convivência com a dor, diante da perspectiva da morte, no comportamento tanto de seus pacientes quanto no dos familiares. O médico especializou nesta área em um tempo que a palavra câncer era cercada de tabu, sendo sussurrada como “aquela doença”. Durante 30 anos, ele clinicou diariamente com pacientes graves e esta experiência é repassada para as páginas de uma forma sensível e cuidadosa. Uma marca registrada em seus livros anteriores, como “Estação Carandiru”. Se há tristeza, também apresenta esperança, relatando curas consideradas como quase impossíveis.

6- Mortais – Nós, a Medicina e o Que Realmente Importa no Final

10 Livros que todo médico deve ler - Mortais

Best-seller do médico americano Atul Gawande, cirurgião da Johns Hopkins e fonte de inspiração do programa “Safe Surgery Saves Lifes” da Organização Mundial da Saúde (OMS), que conseguiu reduzir em mais de 50% as taxas de infecção de ferida operatória nos hospitais onde foi corretamente implantado. O livro revela os trunfos dos profissionais e também aborda as persistentes perguntas que a Medicina não consegue responder, acerca do envelhecimento e da morte. Ao apresentar uma pesquisa reveladora e de histórias comoventes, tanto de pacientes quanto da própria família, o médico e autor expõe suas próprias limitações. De maneira provocadora e honesta, a obra propõe uma reflexão acerca do caminho que a Medicina deve percorrer para que a morte possa ser encarada com sabedoria.

7- Sob Pressão – A Rotina de Guerra de Um Médico Brasileiro

10 Livros que todo médico deve ler - Sob Pressão

Um dos livros que todo médico deve ler, sem dúvidas! A obra que traz o depoimento do cirurgião torácico Márcio Maranhão para a jornalista Karla Maranhão. Triste, comovente e corajoso, o relato expõe a nu uma realidade que se assemelha a muitas encontradas pelos médicos no falido sistema de saúde pública Brasil afora. Sua fala é sem firulas, sem se prender a termos técnicos e procedimentos para demonstrar sabedoria. Depois de 15 anos de trabalho em hospitais municipais e estaduais do Rio de Janeiro, ele viu seu idealismo juvenil pela profissão escorrer pelos dedos. O Hospital Souza Aguiar, maior do município do Rio para emergências, é chamado por ele de “Inferno de Dante”.

8- O Futuro da Humanidade

10 Livros que todo médico deve ler - O Futuro da Humanidade

Este é o primeiro romance do psiquiatra Augusto Cury, que narra a trajetória do jovem Marco Polo, estudante de Medicina que logo no início do curso, em uma aula de Anatomia, fica indignado com a total indiferença e a falta de sensibilidade dos professores ao falarem sobre os cadáveres que os alunos teriam que dissecar. A obra se propõe a provocar uma reflexão sobre a sociedade e o rumo da vida das pessoas. Marco Polo honra o espírito livre do navegador veneziano que inspirou seu nome e, com sua indignação, desafia profissionais renomados para provar que os pacientes com problemas mentais precisam de menos remédio e mais respeito e dedicação. Ao apostar no diálogo e na Psicologia, provoca uma grande reviravolta entre as pessoas com as quais convive.

9- Das Tripas Coração

10 Livros que todo médico deve ler - Das Tripas Coração

Escrito pelo historiador britânico de Medicina, Roy Poter, o livro traz vários relatos históricos sobre as práticas médicas desde os primórdios até os dias de hoje. Aborda temas como doenças e seus tratamentos, os dilemas dos profissionais e os avanços dessa ciência na luta para manter a saúde e prolongar a vida das pessoas. Em cada capítulo são enfocados subtópicos como a doença, os médicos, o corpo, o laboratório, os tratamentos, a cirurgia e o hospital. Além disso, destaca as transformações da Medicina diante das doenças que têm afligido a humanidade, abrangendo desde a saga dos caçadores-coletores da pré-história, passando pela ascensão das sociedades agrícolas às mazelas trazidas pela Revolução Industrial e pelas facilidades do comércio global.

10- A Estratégia da Lagartixa – Uma Viagem pelos Bastidores da Medicina

10 Livros que todo médico deve ler - A Estratégia da Lagartixa

Dario Vianna Birolini escreveu o livro de uma forma descontraída e assim desmistifica o médico sempre colocado em um pedestal. Diversos casos são retratados, compondo um painel bastante realista sobre o dia a dia de um profissional: desde sua entrada na faculdade, com a aprovação no vestibular e o trote, passando pelas primeiras aulas com pacientes, até o período de interno e de residente e a carreira como médico. De uma forma leve e com um toque de humor e sem concessões, levanta questões importantes, para que também os pacientes saibam das angústias e limitações do profissional.

 11-  Zona quente

Zona Quente capa

 O vírus mata nove entre dez de suas vítimas, mas com tanta rapidez e de modo tão impressionante, que até os especialistas em biorrisco estão apavorados. É transmissível através do ar, extremamente contagioso e pode assolar regiões inteiras em questão de dias, Zona quente conta em detalhes e pela primeira vez a história da origem dos vírus “quentes”, letais, e seus ataques registrados à espécie humana. À medida que as florestas tropicais vão sendo destruídas, vírus antes desconhecidos se revelam, em padrões semelhantes ao da AIDS, e em escala apavorante. Existirão meio de detê-los?

12 – O demônio do meio-dia

https://images-na.ssl-images-amazon.com/images/I/61NULQEv3RL._SX346_BO1,204,203,200_.jpg

O demônio do meio-dia continua sendo uma referência sobre a depressão, para leigos e especialistas. Com rara humanidade, sabedoria e erudição, o premiado autor Andrew Solomon convida o leitor a uma jornada sem precedentes pelos meandros de um dos temas mais espinhosos e complexos de nossos dias. Entremeando o relato de sua própria batalha contra a doença com o depoimento de vítimas da depressão e a opinião de especialistas, Solomon desconstrói mitos, explora questões éticas e morais, descreve as medicações disponíveis, a eficácia de tratamentos alternativos e o impacto que a depressão tem nas várias populações demográficas (sejam crianças, homossexuais ou os habitantes da Groenlândia). No epílogo inédito escrito exclusivamente para a reedição brasileira, conhecemos o que aconteceu com Solomon, com os entrevistados e com os tratamentos da depressão desde a publicação de O demônio do meio-dia. A inteligência, a curiosidade e a empatia do autor nos permitem conhecer não só as doenças mentais, mas a profundidade da experiência humana. Uma obra monumental. “Um livro-chave para uma geração que traz a depressão em seu cerne. ” – The Times “Um excelente tratado sobre a depressão. ” – Revista Veja “Se tivesse que descer na fossa da depressão e levar comigo um livro só, seria o de Solomon. Não sei se me ajudaria a encontrar minha cura, mas certamente, graças a ele, eu me sentiria menos sozinho” – Vencedor do National Book Award e finalista do Pullitzer. Eleito um dos 100 melhores livros da década de 2000, pelo jornal The Times. Um best-seller internacional, publicado em 24 línguas.

Fonte: Sinopses das próprias editoras e do blog Prodoctor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *