Lidando com a incerteza durante a pandemia de coronavírus

A incerteza está à nossa volta. A pandemia de Covid-19 aumentou a dúvida sobre a economia, os empregos, as finanças, os relacionamentos, a saúde física e mental. Nesta situação é natural sentir estresse, ansiedade, tristeza e preocupação. Por isso, é muito importante observar e estar consciente desses sentimentos para saber o momento de procurar ajuda profissional. Cuidar da saúde emocional durante uma emergência oferece suporte para pensar com clareza e reagir as necessidades urgentes para proteger a si mesmo.

Ansiedade: quando o sentimento vira transtorno

Neste momento de tantas incertezas, é comum que surjam diferentes dúvidas e inseguranças, como as pontuadas e respondidas abaixo pela psicóloga Déborah Motta Souza Balduino de Oliveira, que atende no Recurso Próprio da Unimed de Cianorte. Vale destacar, ainda, que pessoas já faziam tratamentos de saúde mental devem continuar com seus planos de tratamento durante momentos críticos e monitorar novos sintomas.

Tenho medo de ficar doente e perder o emprego. Como posso lidar com essas inseguranças neste momento?

A mudança é uma parte inevitável da vida e muitos aspectos do mundo estão em constante transformação. Isso significa que uma série de decisões e acontecimentos estão fora do controle individual das pessoas. Esse fato pode ser difícil de aceitar, porém é a realidade.

Assim, não é possível exterminar a existência deste vírus, controlar o ritmo das mudanças sociais, recuperar imediatamente a economia ou até mesmo garantir um cheque de pagamento na próxima semana. Quaisquer que sejam os medos ou circunstâncias pessoais, em vez de se preocupar com o incontrolável, é importante reorientar a mente para agir sobre as ações que podem ser realizadas.

Leia também: Quem consegue dormir direito em tempos como esses?

Aceitar a situação, por outro lado, pode liberá-lo para dedicar sua atenção em ações que você tem controle. Por exemplo, se você perdeu seu emprego durante esse período, ainda tem controle sobre pesquisa online por trabalho, pode enviar currículos por e-mail ou contactar sua rede com de contatos. Da mesma forma, se você estiver preocupado com sua saúde em meio à pandemia de coronavírus, poderá agir regularmente lavando as mãos, limpando superfícies, evitando multidões e o contato físico com as pessoas.

Concentrando-se nos aspectos da dificuldade em que é possível agir, abre-se a possibilidade de mudar o foco da preocupação para soluções ativas dos problemas. É indiscutível que todas as circunstâncias são diferentes, em algumas situações é necessário ter auxílio profissional para trabalhar as emoções.

Tenho medo de como será meu futuro, quando a situação vai melhorar?

Alguém tem convicção de que sempre terá dinheiro suficiente, uma garantia de boa saúde ou certeza sobre o que o amanhã trará? Comportamentos como preocupação, oferecem a ilusão de que é possível ter algum controle sobre uma situação, mas isso se torna apenas um desgaste emocional. Todos os esforços para garantir a segurança absoluta podem trazer preocupação e ansiedade porque é impossível evitar dificuldades e ter certeza que diante de desafios o resultado sempre será positivo.

Não importa o quanto você se esforce para eliminar a dúvida e a instabilidade da vida, o fato é que existe muita incerteza todos os dias e muitas pessoas aceitam isso sem perceber. Cada vez que alguém atravessa uma rua, fica ao volante de um carro ou come comida para viagem ou restaurante, está aceitando um nível de incerteza. Nestes casos existe a confiança de que o tráfego vai parar, que não haverá um acidente e tudo o que as pessoas comem é seguro. As chances de algo ruim acontecer nessas circunstâncias são pequenas, então as pessoas aceitam isso e seguem em frente. Lembre-se: Os riscos fazem parte da vida.

Estratégias para lidar com a ansiedade na pandemia

Embora as circunstâncias atuais possam limitar alguns de seus hábitos anteriores, ainda existem muitas maneiras de cuidar de si mesmo. Algumas medidas podem ajudar a lidar com o estresse e a ansiedade mesmo neste período, veja algumas sugestões da profissional:

Crie um cronograma próximo da sua rotina anterior

Tente manter uma agenda semelhante aos dias anteriores à quarentena. Procure acordar e dormir no mesmo horário, trabalhar home office de modo organizado, fazer refeições (saudáveis para cuidar da imunidade), dar continuidade ao seu programa de exercícios físicos como também realizar os cuidados pessoais como de costume. A adesão à a rotina manterá você ativo como também facilitará o reajuste ao mundo exterior quando chegar a hora de voltar ao trabalho.

Mantenha seus hobbies e busque novos interesses

Durante este período, por que não fazer algo especial? É possível praticar um esporte, cuidar de um animal de estimação, tocar um instrumento, fazer melhorias em sua casa, passar algum tempo na natureza, iniciar pintura em aquarela, fazer artesanato, ler um livro, aprender cozinhar, etc. Este pode ser um momento favorável para desenvolver novas habilidades ou fazer cursos online. Se envolver em atividades recreativas pode aumentar a capacidade de lidar com o estresse de tempos difíceis.

Cultive seus relacionamentos

A pandemia é o momento adequado para praticar o uso da tecnologia de maneiras socialmente saudáveis. É possível marcar horários para conectar-se com seus familiares e amigos por videochamadas, retomar aproximação de antigas amizades ou conhecer novas pessoas, marcar jantares virtuais, participar de grupos de apoio digitais. Lembre-se os relacionamentos são vitais para uma boa saúde mental.

Ajude os outros

No meio de uma crise, é comum sentir-se impotente e desamparado. Ao ajudar proativamente os outros, existe a possibilidade de recuperar um senso de segurança e encontrar um propósito de vida. Dar suporte pode ser tão benéfico quanto receber. É possível ser voluntário de várias formas: ajudar vizinhos, doar alimentos ou roupas, apoiar uma instituição de caridade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *