Qualidade na informação traz resultados positivos para a saúde

Qualidade na informação traz resultados positivos para a saúde

“Conversa” entre os sistemas impacta na tomada de decisões e nos serviços aos pacientes; assunto foi abordado em sala temática durante o e-saúde, promovido pela Unimed Paraná

A tecnologia tem um papel fundamental na geração, armazenamento e na troca de informações. No entanto, é necessário trabalhar os diferentes atores da cadeia da saúde para que esses dados “conversem” e gerem um resultado eficiente. É a chamada interoperabilidade, que também foi tema de um painel sobre registro eletrônico durante o e-saúde, promovido pela Unimed Paraná, em Curitiba.
A gestão depende totalmente de sistemas que estejam funcionando plenamente. Mas a realidade pode ser outra. Segundo Leandro Schmitz, coordenador de tecnologia da Unimed Central de Serviços do Rio Grande do Sul, é muito comum encontrar sistemas hospitalares com problemas de execução, basicamente com banco de dados incompletos ou mal alimentados. Em sua palestra “Interoperabilidade das informações da operadora de saúde”, ele ressaltou que é possível planejar e colocar uma série de ações em prática para mudar essa realidade.
De acordo com Schmitz, já existem ferramentas tecnológicas para ajudar o gestor nesse processo. O que é necessário é promover a mudança na gestão para interoperar de fato.
Os registros eletrônicos em saúde são uma peça tão importante na engrenagem da gestão que também foram abordados em uma sala temática durante o e-saúde, com a coordenação de Marcos José Rocha, da Unimed Campo Mourão. Para ele, o desenvolvimento dessa área específica afeta diretamente as tomadas de decisões e a promoção da atenção à saúde.
Na Sala Temática, os participantes do e-saúde compartilharam experiências e conheceram o que está sendo desenvolvido na academia, por meio de pesquisas. Especificamente sobre registros eletrônicos, foi possível acompanhar trabalhos sobre dados de pacientes crônicos e a extração de relações temporais de textos clínicos, por exemplo. A Federação da Unimed no Rio Grande do Sul ainda apresentou o Sistema PEP-RS, que já vem sendo utilizado em diferentes Unimeds para a integração de informações.
Essa mesma troca de experiências aconteceu na Sala Temática Inovação em Saúde, comandada pelo arquiteto de sistemas Jacson Fressato, criador do robô Laura e fundador do Instituto Laura Fressato. Entre as pesquisas que estão sendo desenvolvidas em universidades, estão as de um aplicativo persuasivo de adesão e orientação nutricional de pacientes dialíticos; a avaliação em pacientes crônicos baseada na mineração de processos e análise multicritério; e a gestão de dados clínicos com foco em cirurgias bariátricas que podem auxiliar em processos de gestão de saúde.
Também foi apresentado aos participantes o case da Unimed Curitiba e seu programa Conecta Unimed, que tem o objetivo de estimular os colaboradores a pensarem em inovação. A iniciativa também contemplou a seleção de startups para auxiliar em três desafios que a cooperativa tinha: atualização cadastral, tabela OPME e atendimento laboratorial. A programação da sala temática ainda contou com atividade de design thinking.
A discussão sobre Modelo Baseado em Valor também rendeu uma Sala Temática, sob a tutela de Fernando Carbonieri, da Academia Médica. Muitas empresas na área de tecnologia passaram a se dedicar na busca por soluções que podem ajudar os diferentes integrantes da cadeia da saúde a alcançarem esse tipo de sistema. E essa foi a oportunidade de acompanhar o que o mercado está oferecendo nesse sentido.
Os participantes conheceram a empresa Wellbe, que trabalha com captação de informações e retorno de investimentos na área de saúde corporativa, fazendo diferença na qualidade de vida e produtividade do trabalhador. Também foram apresentados um programa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) que obteve bons resultados no combate à obesidade e o case do Teletrauma, uma plataforma de telemedicina somente para traumatologia. Foi possível, ainda, aprender sobre as atividades da Upflux, que trata de auditoria da jornada contábil e os impactos disto na saúde.
Os debates levantados durante o e-saúde se transformaram em um e-book, que está disponível para download. O documento está disponível para download no hotsite do evento https://www.unimed.coop.br/web/parana-esaude/e-book e no Portal Saúde Debate http://saudedebate.com.br/ebooks

Os participantes também tiveram acesso a salas temáticas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *