Sem treino não há vitória

Sem treino não há vitória

NO OESTE PARANAENSE, o projeto Medianeira Karatê Clube incentiva a educação por meio da prática esportiva e vem mudando a realidade de cerca de 93 crianças e adolescentes entre seis a 13 anos. O principal objetivo da iniciativa é minimizar os índices de violência e erradicação escolar, utilizando, para isso, a proposição de ações educativas voltadas ao atendimento dessas crianças e adolescentes que se encontram em situação de risco social.
Idealizador do projeto, o ginecologista e obstetra, Jarbas Barbeta, identificou na paixão pelo caratê a oportunidade de transformação que poderia gerar para a localidade. “A associação propõe em seu trabalho um acompanhamento completo do aluno e sua família, o qual um dos critérios para efetivação no caratê é o bom desempenho escolar. Sempre que possível, os alunos participam ainda de campeonatos regionais”, conta.
O médico atua na região de Medianeira há mais de 30 anos e é faixa preta no caratê com pós-graduação de 4 Dan pela Confederação Brasileira de Karatê Interestilos (CBKI). Atualmente, auxilia no funcionamento do projeto e conta também com o suporte de outros três Senseis faixas pretas, um departamento jurídico e de contabilidade, além de assistente social para pais e alunos, a fim de garantir a formação e reafirmar o trabalho de mudar o futuro da comunidade por meio dessa iniciativa.

O início

A Associação Medianeira Karatê Clube foi fundada no dia 6 de outubro do ano 2000 e é uma sociedade civil, sem fins lucrativos, de natureza social, cívica, esportiva, desportiva e beneficente. Hoje, atende gratuitamente crianças e adolescentes em contraturno escolar a partir dos seis anos de idade.
O projeto nasceu como escola privada e durante os últimos 19 anos conquistou resultados importantes como a primeira medalha de ouro nos Jogos da Juventude em 2005, além de contar com caratecas na Seleção Brasileira de Karatê, chegando a ser vice-campeão sul-americano na Argentina em 2007.
Pensando que o maior risco de exposição às más influências é pertinente ao período ocioso de contraturno das aulas, o projeto surgiu como forma de ocupar esse “tempo livre” e trazer no esporte objetividade e movimentação na vida dos jovens, mas também das famílias. “Havia uma grande preocupação com as crianças carentes de nossa cidade e, sabendo que elas não possuem qualquer atividade desportiva e cultural, que também é uma filosofia de vida, resolvemos incluir essa ideia e parceria por meio da Associação”, relata Barbeta.
Atualmente, o projeto recebe apoio financeiro do Programa Nota Paraná e da Unimed Oeste do Paraná, que é o carro-chefe em recursos para a continuidade do projeto, possibilitando à academia funcionar de manhã e à tarde, atendendo várias crianças.

Legenda da foto: São mais de 90 crianças que têm a oportunidade de transformação social por meio do caratê na cidade de Medianeira. Foto: Medianeira Karatê Clube. 

O que você sabe sobre o caratê?

Confira a seguir algumas curiosidades sobre essa prática esportiva

Além do exercício em si, o caratê ensina aos praticantes lições de caráter, sinceridade, persistência, respeito e autocontrole, auxiliando na formação dos jovens. Essa prática esportiva é considerada uma arte marcial japonesa e teve influência da arte marcial praticada pelos povos da região japonesa de Okinawa, também tendo influência da arte da guerra chinesa (chuan fa) das lutas tradicionais japonesas (koryu) e das disciplinas guerreiras japonesas (budô).
O esporte prioriza e ajuda na formação do caráter, da sinceridade, da persistência, do respeito e do autocontrole.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *