O crescimento na rede própria da Unimed Noroeste do Paraná tem ligação direta com um acolhimento humanizado aos pacientes, segundo o presidente da cooperativa, Ronaldo Borges Pereira

Entender que a forma de acolher seus pacientes e beneficiários tem ligação com o impacto que traz à comunidade é uma das formas que faz a Unimed Noroeste do Paraná crescer em rede própria. Ao idealizar cada espaço, ela busca oferecer qualidade, agilidade e acolhimento humanizado – tudo de forma especializada – a cada pessoa que passa pelas portas das oito unidades próprias que a cooperativa atualmente possui.

A Unimed Noroeste do Paraná foi fundada em 22 de agosto de 1989, e, conforme cresceu, também observou a necessidade de mudar e aumentar seus espaços, inicialmente com a construção de sua sede própria, inaugurada em 1997. Isso só foi o primeiro dos grandes passos que ela iria dar, já que toda a sua história passa por um constante olhar para a necessidade de seus clientes, médicos-cooperados e colaboradores.  

A Unimed Noroeste do Paraná

A cooperativa tem sede na cidade de Umuarama, que possui mais de 113 mil habitantes, segundo estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2021. Dos 399 municípios do Paraná, Umuarama é a 15ª cidade que mais gerou empregos em 2021 (conforme os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do ano passado – Caged). E, além da promoção à saúde e da remuneração justa aos médicos-cooperados, a geração de novos empregos é, também, uma preocupação que a Unimed tem com a comunidade de Umuarama e região.

Ronaldo Pereira
O atual presidente da cooperativa já atuou em diversos setores da Unimed Noroeste do Paraná.
Reprodução/Unimed Noroeste do Paraná

O atual presidente da Unimed Noroeste do Paraná, Ronaldo Borges Pereira, é médico reumatologista e já atuou em diversos setores da cooperativa. Inicialmente, em 1995, como médico auditor, depois como coordenador de auditoria, diretor Superintendente e diretor Financeiro. Desde 2015, Pereira é o presidente da cooperativa.

Nesta entrevista, foram abordados os principais marcos da história de crescimento em rede própria que a Unimed Noroeste do Paraná tem escrito com a comunidade. Confira!

De que forma a rede própria da Unimed Noroeste do Paraná tem impactado a comunidade em que está inserida?

Os serviços próprios da Unimed buscam oferecer qualidade e agilidade no atendimento aos beneficiários, com os diferenciais de acolhimento e cuidado – oferecendo atendimento em ambientes que carregam a essência da marca Unimed, agregando valor à marca e promovendo, também, a geração de novos empregos.

Atualmente, a cooperativa possui oito recursos próprios, quais são eles? Dentro desses serviços próprios, poderia nos destacar um?

acolhimento e cuidado
Reprodução/Unimed Noroeste do Paraná

Sim, temos o Espaço Viver Bem, onde alocamos a Atenção Primária à Saúde (APS), o Núcleo de Atenção à Saúde (NAS), a Clínica de Terapias Especiais e a Clínica de Vacinas (com mais uma Unidade instalada no shopping da cidade) e as Unidades de Atendimento nas cidades de Douradina-PR e Cruzeiro do Oeste-PR.

Destacamos, ainda, a Unidade de Cruzeiro do Oeste, que inicialmente foi instalada devido ao fechamento de um grande contrato naquela cidade.  Priorizando um atendimento de qualidade, vimos a necessidade de termos uma unidade mais próxima dos clientes, com benefício para toda a comunidade. A unidade foi inaugurada em 2019, em uma área central da cidade, proporcionando um ambiente com conforto, segurança, qualidade e humanização no atendimento, possibilitando a toda a equipe assistencial uma estrutura moderna de trabalho. Conta com médico Clínico Geral, que é o médico de referência, médico Ortopedista e equipe multidisciplinar, que permitem o fornecimento do cuidado integral aos beneficiários.

Nesses quase 33 anos de fundação, como você percebe a evolução da cooperativa ao que se trata de recursos próprios?

Até poucos anos a verticalização não era uma prioridade, mas hoje vemos como uma necessidade para a permanência setor de saúde suplementar. Além de permitir que a cooperativa tenha novos modelos de contratação de planos para oferecer ao mercado, a verticalização propicia também maior organização interna, controle de custos, aumento do poder de negociação e atendimento a várias necessidades de nossos beneficiários.

Para a continuidade dos trabalhos, a Unimed Noroeste do Paraná tem projetos futuros dentro do tema de rede própria?

A Unimed Noroeste tem trabalhado na análise de várias frentes quanto ao tema, alguns já consolidados, como a Clinica Terapias Especiais e as Unidades de atendimento, tanto na cidade de Umuarama quanto nas cidades vizinhas, tendo ainda outros de maior impacto em fase de análise de viabilidade, como o Pronto Atendimento Unimed.

acolhimento
Reprodução/Unimed Noroeste do Paraná

Como você observa e avalia a cooperativa sendo agente de transformação e melhorias para a comunidade? A Unimed Noroeste do Paraná procura o crescimento e melhoria contínuos, buscando aprimorar seu desempenho e atender as demandas dos beneficiários, promovendo ações que possam causar impactos positivos na sua área de ação, contribuindo com a melhoria da saúde e da qualidade de vida das pessoas. Por isso, investe na qualificação de sua rede assistencial, no avanço dos processos operacionais do atendimento à saúde, gerando um ciclo que favorece a todos.

Confira mais matérias com os presidentes das cooperativas paranaenses:

A importância de uma saúde acessível para a comunidade

Cooperativismo e comunidade: história de sucesso da Unimed Londrina

Expansão da Unimed Campo Mourão visa o cuidado com a comunidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *