Na coluna desta semana, a Uniprime fala sobre o cuidado em escolher o investimento certo e não cair em um “barato” que sairá caro

Existe uma ideia preconcebida de que quem se planeja financeiramente, anotando suas despesas detalhe a detalhe, quase sempre é avarenta. Existe também a impressão de que só economizamos se optamos por produtos e serviços mais baratos. Mas será mesmo que essas percepções são verdadeiras em todos os casos?

Leia também: Planejamento financeiro deve ser de toda a família

Na minha opinião são ideias equivocadas. Afinal, não é porque você anota seus gastos que você deixa de comprar as coisas que gosta, não é mesmo? Além disso, você já deve ter comprado algo que no momento da compra achou que estava se beneficiando de uma vantagem por ser mais barato, porém, os problemas que esse “barato” trouxeram acabaram não compensando.

Cuidados nos investimentos

Quando o assunto é finança, também precisamos estar atentos sobre aquilo que parece ser vantajoso na primeira impressão. Como por exemplo quando olhamos os números de rentabilidade de certo investimento ou ouvimos um amigo falar que está ganhando muito dinheiro com determinado investimento e logo vamos colocando nosso dinheiro nestes mesmos produtos.

A realidade é que ao fazer isso, acabamos assumindo vários riscos, pois pode ser que não seja uma opção de investimento adequado ao nosso perfil ou simplesmente, é inadequado para sua atual situação financeira. Isso pode fazer com que você perca dinheiro ou fique preso a um investimento por muito tempo, sem a possibilidade de resgatar o seu recurso.

Falamos ao logo de muitas matérias sobre escolher a melhor opção para você, e estas escolhas envolvem também saber gastar de forma inteligente, medindo os prós e o contras de produtos e serviços comuns, até a compra de serviços mais complexos, como por exemplo de um seguro e suas cobertura, pois as vezes você deixa de pagar por um seguro mais completo, para ter uma economia imediata, porém quando o imprevisível acontece, você não tem a cobertura adequada e terá que desembolsar muito mais dinheiro. Nos investimentos, entender sua situação financeira e seu perfil é o primeiro passo para ponderar melhor as suas escolhas.

Que fique claro desde já que não estou dizendo que tudo que é caro é melhor ou que investir em algum produto que outra pessoa já invista vai lhe trazer prejuízos. Simplesmente estou ponderando algumas situações que as vezes deixamos passar batido, e como digo sempre, o equilíbrio e bom senso devem ser nossas bussolas!

Fonte: Uniprime