O Programa de Gestantes da Unimed Paraná foi criado com o objetivo de promover aumento da qualidade de vida da nova mamãe e de seu recém-nascido

O período da gestação gera um misto de sentimentos e preparação na vida de uma família. As mudanças – que podem surgir no corpo, na mente e até mesmo no convívio social e familiar – acarretam dúvidas, principalmente para a gestante. Afinal, são muitas fases, desde a gestação, o parto, a amamentação, o puerpério e tantas outras que surgem a partir do momento em que um bebê é gerado.

Muitas mamães, neste período conturbado de questionamentos, com os hormônios à flor da pele, começam a pesquisar sobre esse universo. Nem sempre as respostas são as mesmas para todas, por isso é necessário ter um acompanhamento especializado, empático, humanizado e profissional.

O coordenador de Programas de Gestão em Saúde da Unimed Paraná, Marcelo Amaro, explica que o Programa de Gestantes da Federação surgiu para fornecer orientação sobre o período gestacional e os cuidados com o bebê, após o nascimento.

“No período puerperal, apoiamos a mãe a cuidar de seu bebê, auxiliando com técnicas para favorecer e facilitar a amamentação. Durante o programa, além do curso de gestantes, também oferecemos um acompanhamento personalizado em todo o período gestacional e no puerpério imediato”.

Marcelo conta que o programa acontece em complemento ao acompanhamento médico das consultas de pré-natal. Além de também ser ofertado tanto à gestante como ao companheiro e/ou familiar um curso com oficina de cuidados com o bebê, como banho, troca de fraldas e amamentação.

Saiba mais: Unimed Paraná disponibiliza às beneficiárias curso para gestantes

Como neste período tudo é muito novo, contar com orientações profissionais foi fundamental para a beneficiária Rosana Cristina Vilaca Pimentel Travain, que, aos 40 anos, iniciou sua primeira gestação. Para ela, receber as ligações mensais, tirar todas as dúvidas e orientações foi essencial, pois mesmo sendo natural de Londrina (PR), há três anos, Rosana precisou se mudar para a cidade de Taquari (RS), devido ao trabalho.

“Não tenho familiares próximos de onde trabalho, era a minha primeira gestação e ainda não conhecia os médicos da região”, explica. “Sendo assim, eu precisava muito de uma ajuda para saber como proceder, o que e por onde começar e também quais exames e informações eram cruciais neste momento tão importante da mulher e do bebê”, complementa.

Atendimento personalizado

Nem todas as gestantes têm os mesmos questionamentos. Embora alguns sejam bastante comuns, cada pessoa reage e sente de maneira única aquele momento. Ter um atendimento personalizado faz com que toda gestante se sinta confortável em dividir aquilo que está passando, de forma humanizada e sem julgamentos.

Para Maria Gabriela Lang, beneficiária do Programa de Gestantes, esse acompanhamento mensal foi o diferencial. “Com esclarecimentos daquilo que eu tinha dúvida e fornecendo as orientações conforme passava por cada etapa do processo gestacional”, enfatiza.

Ela, que também é médica cooperada, conta que conheceu o programa por meio das notícias da área do cooperado. “Inicialmente, achei que fossem palestras comuns nos convênios, mas me surpreendi, pois o que eu recebi foi um verdadeiro acompanhamento personalizado”, comenta relatando que os atendimentos variavam entre videochamadas e WhatsApp, adaptando-se à disponibilidade dela.

Como principal intuito, o Programa de Gestantes da Unimed Paraná visa promover o aumento da qualidade de vida da mulher e do recém-nascido, consequentemente da família que está à espera do bebê. O atendimento é feito de forma personalizada durante a gestação, parto e puerpério imediato.

Marcelo explica que o programa atende as gestantes, sempre que precisam de acolhimento – até mesmo fora das ligações planejadas. “Dedicamos tempo e atenção à gestante para esclarecer as suas dúvidas durante a gravidez, de forma on-line. E mesmo quando já tiveram o bebê, temos as visitas domiciliares durante o puerpério, sem custos adicionais, o que só o programa pode oferecer”.

Mensalmente ou quinzenalmente, são feitos os contatos – via telefone ou videochamada – com as gestantes. Inicialmente, o programa havia sido idealizado para atender gestantes de alta complexidade. Em 2020, o atendimento foi ampliado para todos os perfis de gestações, incluindo as de baixa complexidade.

Programa de gestantes 4
Equipe do Programa de Gestantes da Unimed Paraná
Divulgação/Unimed Paraná

Rosana conta, de forma descontraída, que esperava com alegria pelo momento do contato telefônico – por julgar necessário ter esse suporte das enfermeiras do programa. “O atendimento nos dá segurança de que estamos fazendo os procedimentos certos em cada etapa”, comenta ela ainda sugerindo que, sempre que possível, o programa continue a manter o contato mensal com as gestantes. “O nosso universo muda completamente quando estamos no processo de gestação, ainda mais na primeira gravidez”, completa.

A beneficiária Dairielly Cavalcanti Vicente relata que, sempre que possuía algum questionamento, entrava em contato com as colaboradoras do programa e era prontamente respondida. “Também tivemos um encontro via zoom, em que me passaram orientações sobre amamentação, reação em caso de engasgo e outras informações importantes”.

Aprendizados do programa para a vida

Durante a gestação, além dos questionamentos que rondam a cabeça de toda a família, a vida parece passar rápido demais e 40 semanas não parecem ser suficientes para deixar tudo pronto até a chegada do bebê. No entanto, mesmo que a vida pareça estar depressa, o período requer mais atenção.

Dairielly conta que esse foi um dos aprendizados que vai levar do programa para a vida: desacelerar. Ela, que é advogada e desenvolveu a diabetes gestacional devido ao estresse, destaca que, por meio dos conselhos durante o atendimento, percebeu que a gestação também era tempo de descanso e repouso. “Uma gestação merece atenção e cuidado, precisa ser aproveitada e curtida e precisa de muito respeito”, aconselha.

Confira alguns depoimentos na íntegra:

Maria Lang - gestante
Reprodução/Arquivo Pessoal

“Foi muito importante o apoio recebido! Não só no período da gestação, mas também nesses primeiros meses, onde acontecem muitas mudanças, não só na rotina da casa, mas também no corpo da mãe e da criança, que às vezes nos deixam receosa e com medo. Inclusive a visita que recebi delas logo que voltei da maternidade foi essencial, principalmente para avaliar a questão da amamentação, que era a minha principal angústia. Gostaria de deixar a minha admiração pelo lindo trabalho realizado pela Gislene e pela Jéssica! Feito com muito carinho e cuidado e espero que esse relato sirva para inspirar futuras mamães a acreditarem e confiarem nesse projeto, esse acompanhamento valeu muito a pena!” – Maria Gabriela Lang – beneficiária do programa.

Dairielly - gestante
Reprodução/Arquivo Pessoal

“Foi uma surpresa ter esse acompanhamento, eu gostei muito desse apoio, era um momento de compartilhar qualquer acontecimento diferente ou até mesmo antes, não ficava restrito às ligações programadas, porque eu podia mandar mensagens pelo WhatsApp e sempre era respondida. É um programa muito eficaz que a Unimed desenvolve com as gestantes. Eu gostei muito de ter participado, ele realmente me auxiliou neste momento importante na minha vida. Obrigada, Gislene, Jessica, obrigada a toda a equipe do programa. ” – Dairielly Cavalcanti – beneficiária do programa.

Rosana - gestante
Reprodução/Arquivo Pessoal

“Infelizmente eu não tive uma boa experiência no meu pós-parto aqui no Rio Grande do Sul e com certeza se não tivesse participado do programa estaria muito mais desolada e fragilizada, pois no momento em que mais precisei de apoio e orientação eu recebi prontamente da Jessica que estava cobrindo as férias da Gislene. O atendimento foi crucial para que eu pudesse me sentir amparada no que eu e minha filha precisávamos. Ela teve que ficar internada por alguns dias após o nascimento e como o corpo médico aqui não era claro em relação ao contexto da minha filha, acionei o programa de gestantes de vocês para ver se conseguiria um suporte e fui muito bem atendida. Eu só tenho gratidão por tudo que vocês fizeram por mim e por minha família. Sem a equipe de vocês eu não teria conseguido passar com todo o suporte físico e emocional que precisava. Obrigada a toda a equipe, vocês fazem um atendimento muito especial para nós mães e sinto que tudo é feito com muito amor e carinho. Nunca irei esquecer o quão foi relevante ter vocês conosco desde o início ao fim, ou seja, até o pós-nascimento da minha filha Laís… Gratidão e que vocês possam cada vez mais expandir o programa, pois ele é essencial na vida de uma futura mamãe.” – Rosana Cristina Vilaca Pimentel Travain – beneficiária do programa.

Saiba mais: “Maternidade real”: levantamento revela brasileiras diferentes ao que é mostrado na internet