O futuro é agora: inovação na saúde transforma o setor

Sétima edição do E-saúde abordou a inovação na saúde e contou com mais de dez palestras, divididas em quatro painéis e duas salas temáticas

As discussões que têm a saúde como tema central nunca foram tão presentes como no último ano, em razão da pandemia de Covid-19. Com a crise sanitária, houve a transformação da rotina de toda a sociedade e, consequentemente, o aumento da preocupação com a saúde de forma geral, desde a rotina do paciente dentro de um hospital, até a tecnologia por trás de tratamentos e inovações voltadas ao setor.

Há sete anos, a Unimed Paraná, em parceira com a Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), promove um rico debate sobre as tecnologias aplicadas à saúde e as tendências que transformam, continuamente, a área. O Encontro de tecnologia aplicada à gestão em saúde, o E-saúde, chegou à sétima edição nos dias 10 e 11 de junho, por meio de quatro painéis e duas salas temáticas promovidas virtualmente, e abertos a todos os interessados.

O presidente da Unimed Paraná, Paulo Faria, lembrou a importância da construção de um ambiente destinado às discussões acerca da saúde, como o criado por meio da parceria empresa-academia. “O objetivo inicial era criar um espaço no qual nossos parceiros pudessem discutir temas de interesse comum. O que tem proporcionado a médicos, acadêmicos e profissionais de saúde um local específico para discutir a aplicação de novas tecnologias na área”, celebra.

E-saúde: confira os palestrantes

Além disso, conforme Faria, é necessário destacar que inovar vai além de criar novas tecnologias. “Inovar, apesar de tão em voga nos dias atuais, não é fácil e não significa necessariamente novas tecnologias. Significa, antes de tudo, um novo olhar sobre velhos e novos problemas de forma a buscarmos soluções sustentáveis”, completa.

Programação reúne mais de dez palestras

Neste ano, o encontro teve como objetivo fomentar a discussão sobre perspectivas de segurança e privacidade de dados na área da saúde; análise de dados na saúde; projetos e aplicações de tecnologias voltadas à área da saúde e perspectivas futuras; e sustentabilidade do negócio saúde e onde a tecnologia pode apoiar nesses desafios.

Durante a manhã do primeiro dia de evento, foram realizados dois painéis diferentes, com as temáticas “Perspectivas de Segurança e Privacidade de Dados na área da Saúde” e “Análise de dados (Analytics) na Saúde”.

O primeiro painel, moderado por Fernando Carbonieri, da Academia Médica do Paraná, trouxe as palestras Experiência Americana – Interoperabilidade, com Umberto Tachinardi, da Regenstrief Institute/Indiana University School of Medicine; Experiência Europeia, com Luis Francisco Guevara, da Alhambra IT; e Perspectiva Brasil, com Luis Gustavo Kiatake, da Sociedade Brasileira de Informática em Saúde. Ao fim das palestras, os três painelistas participaram de um debate sobre o assunto e responderam às perguntas da plateia virtual.

Em seguida, foi dado início ao segundo painel do dia, moderado pela professora doutora do programa de Tecnologia em Saúde da PUCPR, Claudia Moro, com a palestra Exposome, ministrada por Ricardo Bellazzi, da Universidade de Pavia (Itália); seguida pela palestra BI em Saúde – Dados do Mundo real, com André Fabre Ballalai, da IQVIA; e encerrando com a apresentação sobre Data Science, realiza por Andrea Suman, do Hospital Israelita Albert Eisten.

Painéis abordam tecnologias e sustentabilidade

Já o segundo dia do evento trouxe mais dois painéis, intitulados “Projetos e Aplicações de Tecnologias voltadas a área da Saúde e perspectivas futuras” e “Sustentabilidade do negócio Saúde e onde a tecnologia em saúde pode apoiar nesses desafios”.

O terceiro painel do E-saúde contou com a moderação do especialista do Núcleo de Inteligência em Saúde (NIIS), da Unimed Paraná, Marcelo Dallagassa. Integraram o painel as palestras O futuro da área da saúde: tendência, tecnologias e inovação, com Bruno Pina, do Distrito; Inovação em Saúde e perspectivas futuras, com Michael Kapps, da Vitalk; e, por fim, Laura e os resultados da inovação na saúde, ministrada por Jacson Fressato, do Instituto Laura.

Palestrantes do IV Painel (Foto: Reprodução/E-saúde)

Já o último painel promovido pelo evento virtual, moderado por Vivian Escorsin, do Sebrae-PR, teve início com a palestra Pontos Chaves para Implantação da Gestão Baseada em Valor – experiência e desafios observados na Seguros Unimed, feita por Rafael Marques Ielpo, da Seguros Unimed; seguida pela palestra A experiência da Sta. Casa de Misericórdia de Porto Alegre no processo de inovação, com Wagner Dorneles da Silva, do Centro de Inovação – Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre; encerrando com o case de inovação do Hospital Pequeno Príncipe, apresentado por Guilherme Rosso, do Complexo Pequeno Príncipe.

No período da tarde, os participantes puderam participar de duas salas temáticas, que abordaram os temas “Tecnologias Aplicadas a Gestão Baseada em Valor” e “Grupo Analytics”.

Confira as palestras

Se você não pode acompanhar o e-saúde em tempo real, pode conferir todas as palestras realizadas por meio do site https://maratona.crdlive.com.br/home/ .

O E-saúde

O evento, promovido pela Unimed Paraná em parceria com a Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), contou com o apoio da UTFPR, Femipa, Distrito Spark CWB, Sebrae, Sociedade Brasileira de Informação em Saúde (SBIS), Academia Médica e Instituto Laura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *