O poder do pensamento: por que não consigo emagrecer?

Perguntas negativas geram pensamentos e emoções negativos. Quando fazemos perguntas como essa, “por que não consigo emagrecer?”, estamos acionando mecanismos errados se queremos a resolução do problema. Veja o que diz a nutricionista Gladia Bernardi

O livro, Código Secreto do Emagrecimento, da nutricionista Gladia Bernardi, logo no início, já começa com uma desconstrução. A autora, nascida em Pato Branco, vem ganhando destaque nacional e internacional com o seu trabalho. Ela afirma que conceitos como reeducação alimentar, mudança de hábito e rotina disciplinada não são tão eficazes no processo de emagrecimento quanto é propalado. Quem já fez dieta alguma vez na vida, com certeza, já vivenciou isso na pele. A novidade é uma nutricionista reconhecer essa dificuldade. Bernardi concorda que essas atitudes são importantes e não podem ser descartadas, mas pouco adiantam sem um entendimento mais profundo do que nos levou a engordar e como fazer o caminho de volta.

Fome emocional: como é possível mudar um hábito vicioso?

Segundo ela, emagrecer e ficar magro é uma ciência. E você pode aprender, da mesma maneira que aprende disciplinas como física, química e matemática. Sim, “você pode aprender a emagrecer e ficar magro para sempre”, afirma. Para isso, é preciso aprender a treinar o seu cérebro para pensar como uma mente de magro. A neurociência (ela é a bola da vez), descobriu que o cérebro forma, com novos pensamentos e novas experiências, novas estradas neurológicas, que são as chamadas conexões neurais. “O cérebro- se treinado – tem a capacidade de se adaptar e de aprender a agir de modo diferente daquilo que vinha fazendo antes”, destaca a autora.

Importância dos pensamentos no ato de emagrecer

Aqui, mais uma vez, é fundamental o reforço da importância de pensamentos, sentimentos, comportamentos e hábitos. “Em um primeiro estágio você vai pensar. Em seguida, com domínio da mente, vai evoluir para se sentir como um magro, estar feliz com o que pensa e não ter vontade de mudar. E isso vai acabar influenciando o seu comportamento, que se transformará quase sem o seu consentimento, afinal não se pode pensar como magro e agir como obeso, certo? E, por fim, você vai chegar à mudança efetiva, àquilo que faz diariamente, sem perceber e sem sofrer. Você vai ver o seu hábito de magro adaptado e integrado à sua rotina”.

Gladia sugere nos perguntarmos porque podemos emagrecer, porque vamos emagrecer?  A relação entre o sistema top-down (racional) x o sistema bottow-up (emocional), segundo Gladia nos dá a chave para o emagrecimento eficiente. O primeiro representa escolhas conscientes, trazendo recompensa tardia positiva, o segundo tem a ver com escolhas e decisões emocionais.  Nessa segunda situação, a emoção domina tudo e traz uma recompensa de prazer imediato: satisfação, preenchimento e felicidade ao comer, mas gera recompensa tardia desastrosa.

O fruto do pensamento

O grande segredo, para Gladia, está na relação que temos com o nosso cérebro. “Na nossa vida criamos não o que queremos, mas sim o que pensamos na maior parte do tempo. Sim. É isso mesmo. A nossa vida é fruto do nosso pensamento, muito mais do que nossa própria vontade (…) os seus pensamentos que constroem o seu destino, o seu corpo e a sua saúde”, destaca a nutricionista.

A neurociência vem comprovando isso. Algo que, diga-se de passagem, há alguns milênios, tradições orientais já alertavam. Nessa linha, pode-se afirmar que o futuro cria o presente e o presente ressignifica o passado. Essa é a força da visão, imaginação, pensamentos e palavras. Por isso, profissões como coach ganharam tanto espaço em nossa sociedade atual: definir metas (e persegui-las) é o método que nos permite visualizar o futuro a partir do nosso presente. “Com isso, o nosso desejo, o nosso sonho, passa a definir e a mudar o nosso presente”, explica.

Não tem nada de mágica. Cientificamente essa mudança de comportamento recebe o nome de plasticidade neural. “Nada mais é do que a capacidade do cérebro de se adaptar a novas situações e a individualidade comportamental. Isso significa que o cérebro reage e se adapta a mudanças tanto comportamentais como ambientais. Então basta você querer mudar suas perspectivas que o seu cérebro o acompanhará”.

O código secreto do emagrecimento envolve seis passos e mais alguns segredos: 1. Vida de lagarta: clareza e foco; Motivação e planejamento – a lagarta cresce;3. Destruindo crenças- como acabar a autossabotagem; 4. Caminhada: criando a consciência; 5.A lagarta sai do casulo: queimando a ponte; Manutenção.  Quer saber mais? Vale a leitura!

 Sete Habilidades de mente magra

  1. Ser otimista
  2. Reconhecer que “problemas são bênçãos” 
  3. Visualizar (imaginar ou pensar o que deseja)
  4. Vigiar seus pensamentos
  5. Reconhecer que não sabe nada 
  6. Respeitar os sinais de fome e saciedade
  7. Imitar o magro

Regras para emagrecer

  1. Mastigue devagar e de modo constante
  2. Demore pelo menos 20 minutos em cada refeição
  3. Mastigue até que o alimento tenha perdido sua textura inicial e vire papa
  4. Engula toda a comida da boca antes de partir para outra garfada
  5. Evite ingerir líquidos enquanto estiver mastigando   
  6. Tenha atenção plena ao comer (não coma assistindo TV ou mexendo em seu celular)
  7. Preste atenção na fome física e na fome emocional (e busque ajuda)
  8. Açúcar vicia, descubra como lidar com ele
  9. Substitua crenças limitantes em relação à comida, ao corpo e ao peso, por crenças positivas
  10. Não se esqueça de tomar água
  11. Lembre-se das frutas, das verduras e da atividade física
  12. Descubra o(s) seu(s) sabotador(es)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *