Vacinados contra a Covid-19 devem esperar entre 48 horas e sete dias para doar sangue

Medida visa dar mais segurança aos doadores e pacientes que precisam de transfusão sanguínea

As pessoas que já foram imunizadas contra o Coronavírus podem doar sangue normalmente, desde que respeitem o período estipulado para cada tipo de vacina.

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), quem recebeu o imunizante baseado no vírus Sars-CoV-2 inativado ou fragmento proteico sintético, como é o caso da Coronavac – do laboratório Sinovac e Instituto Butantan – deve aguardar 48 horas para doar sangue. Já as pessoas que receberam vacinas baseadas em vetores virais recombinantes não replicantes ou que utilizam RNA mensageiro ou DNA, como ocorre com a vacina da AstraZeneca/Oxford/Fiocruz, devem esperar sete dias para a doação.

As disposições foram elaboradas com base em racional científico relacionado às tecnologias utilizadas, contraindicações, reações adversas, princípio da precaução e experiências de outros países. O objetivo é dar mais segurança a doadores e pacientes que necessitam de transfusão.

Leia também: Dicas de saúde: quatro passos para você adotar um estilo de vida saudável

Segundo a diretora do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná (Hemepar), Liana Andrade Labres de Souza, esse intervalo é necessário para que o organismo reaja à vacina. “Neste período, de acordo com cada vacina, o sistema imunológico faz o processamento dos componentes recebidos, produzindo anticorpos e ao mesmo tempo gerando alta sensibilidade. Então, é possível que, neste intervalo, o exame interno que realizamos para qualificar o sangue recebido apresente resultados falsos positivos. Por isso, a importância de se aplicar esta temporalidade; temos que preservar a doação e o doador; temos que evitar a perda de um bem tão precioso que é o sangue”.

Por precaução, a Anvisa recomenda ainda que pessoas que desenvolveram sintomas ao serem vacinadas devem aguardar sete dias após o fim dos sintomas para doar sangue.

Quem já teve Covid-19 pode doar sangue?

Segundo Liana, a resposta é sim. No entanto, é preciso aguardar 30 dias após a cura. “O exame interno que o Hemepar realiza certifica a qualidade do material para que possa ter significância terapêutica”.

Em fevereiro, mesmo seguindo todos os protocolos de segurança contra a Covid-19, o estoque de sangue do Hemepar caiu 30%. “Além da queda geral, não estamos tendo variedade de tipos sanguíneos, como os tipos O+, O -, A+ e A -, que são a maior representatividade da população. Então pedimos a cada cidadão que pense na doação como um ato que salva muitas vidas e que agende seu horário junto ao Hemepar”, ressaltou Liana Labres.

Para doar sangue, é preciso ter entre 16 e 69 anos de idade, pesar mais de 51 quilos e apresentar boas condições de saúde. O agendamento da doação no Paraná é feito pelo site saude.pr.gov.br.

Fonte: Anvisa e Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba (SESA)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *