Acolhimento a cuidadores de idosos é ofertado em Londrina

Cuidadores profissionais e familiares de idosos ou pessoas debilitadas recebem acolhimento para a saúde física e mental na Unimed Londrina

Desde o ano passado, a Unimed Londrina oferece apoio e acolhimento para pessoas que atuam como cuidadores profissionais ou familiares de idosos ou pessoas debilitadas. O programa Grupo de Cuidadores faz parte da Unimed Saúde e não visa a formação de cuidadores, mas está focado nos cuidados em relação à saúde física e mental de pessoas que cuidam de pacientes que necessitam de atenção em tempo integral.

Veja também: Geriatra explica como promover a qualidade de vida dos idosos

Os médicos cooperados podem recomendar o serviço para os cuidadores de seus pacientes. Para isso, basta fazer um encaminhamento por escrito para a Unimed Saúde, ou indicar o grupo diretamente para o cuidador, que pode entrar em contato com o serviço pelo telefone 3375-6016. O grupo funciona em encontro on-line, por chamada de vídeo via WhatsApp. 

Segundo a assistente social da Unimed Saúde, Viviane Cristina Pereira de Souza, coordenadora do programa, para participar o cuidador não precisa ser cliente da Unimed Londrina, basta que o paciente que recebe seus cuidados seja beneficiário do plano de saúde da cooperativa. “O cuidador entra no grupo em nome do cliente da Unimed Londrina”, acrescenta.

A assistente social observa que “há alguns anos tentamos criar esse grupo com encontros presenciais, mas devido às dificuldades de os cuidadores participarem das reuniões por causa das demandas de sua atividade, acabou não dando certo. No ano passado, com a chegada da pandemia, aproveitamos o uso da tecnologia empregada em outros grupos da Unimed Saúde e resgatamos o projeto”. Até agora cerca de 15 grupos de cuidadores já foram formados.

Foco na saúde mental

Realizado em encontros semanais, com duração de cerca de 1h30, e participação de até sete pessoas, o grupo é realizado todas às quintas-feiras, das 14h30 às 16 horas. “No primeiro encontro, fazemos um momento de apresentação e já levantamos as questões que mais afetam os cuidadores”, observa.

Segundo Viviane, os grupos trabalham temas como sobrecarga, autoestima, autocuidado, ansiedade, depressão e processo de luto. “Percebemos que, de modo geral, os cuidadores ficam tão focados em sua missão, que acabam se esquecendo de se cuidarem, isso faz com que a maioria fique com exames e acompanhamento médico em atraso”, comenta.

Os encontros são coordenados pela assistente social da Unimed Saúde, e ao fim dos encontros, os participantes recebem um certificado de participação.

Veja também: O papel de cuidador na área da saúde: pesquisa revela perfil

Fonte: Unimed Londrina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *