Depoimento 20: desafios da pandemia

Não está fácil para ninguém. A Covid-19 imprimiu um novo ritmo à vida de todos. À dos profissionais de saúde, não é diferente. O susto foi grande para a maioria. Muitos ao escolherem essa área já intuíam os riscos, mas a realidade, na maioria das vezes, se sobrepõe às expectativas. Foi o que aconteceu em relação à essa pandemia. Todos, no entanto, mantêm a convicção de que, no mínimo, sairemos dessa mais fortalecidos.

Leia os outros depoimentos

E você o que acha? Fomos ouvir o grupo de profissionais que trabalha no Centro de Atenção Personalizada à Saúde (APS), da Unimed Paraná. Veja o que eles disseram.

“Escolhi essa área porque além de gostar da temática, também gosto de ajudar as pessoas. Acho até que é a área da Saúde que nos escolhe. Porém, nunca imaginei um cenário como esse, em que poderíamos viver uma pandemia. O que tenho feito, como os demais, é procurado me adaptar à nova realidade.

O fato de eu não atuar tão próxima aos pacientes faz com que a situação seja mais tranquila, mas a maioria dos meus colegas tem contato direto. O que fazemos é seguir as recomendações de higiene e o uso de EPIs. Como minha filha e marido são do grupo de risco, me cuido, por mim e por todos eles.

O fato de o número de mortes aumenta diariamente sempre assusta, seja você da área da saúde ou não. Por isso, não vou a lugares com aglomerações, uso máscara, lavo sempre as mãos, mantenho o distanciamento. É do trabalho para casa e da casa para o trabalho. Quando preciso ir à farmácia ou ao supermercado, sempre vou com máscara e mantenho o distanciamento. Quando chego em casa higienizo os produtos com álcool ou, quando posso, os lavo bem.

É importante as pessoas terem em mente que, apesar de termos conhecimento técnico, somos como todo mundo. Houve um momento, em que a tensão, nessa pandemia, aumentou ainda mais para mim, foi quando uma colega, que fica na mesma sala que eu, positivou. Isso deixou a todos preocupados. Quando tudo isso passar, quero viajar, abraçar as pessoas que amo, ver minha família e amigos, e não descuidar da saúde. Em decorrência do que estamos vivendo, minhas prioridades mudaram, hoje dou mais valor às pequenas coisas”.

Kelly Fernanda dos Santos Leite – assistente Farmácia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *