Na coluna dessa semana, a Uniprime traz dicas para driblar a inflação e lidar com esses momentos de incertezas

Ouvimos diariamente em todos os canais de mídia (seja escrita, TV ou Internet) sobre a alta dos preços e sobre como tudo está subindo absurdamente em todo o país – na verdade, em todo o mundo (muito em razão da pandemia, que foi um problema global).

Leia também: Ano novo, planejamento financeiro novo também!

Mas, como entender a realidade em nosso país? Bom, um dos motivos é a insegurança, pois quando há esse clima de incerteza, a tendência é que as pessoas subam o preço já temendo a própria inflação. É algo bem contraditório, mas é um viés comportamental desencadeado pela insegurança.

A inflação é muito ruim para a economia real, pois ela corrói o valor do dinheiro e, consequentemente, diminui a expectativa da atividade econômica. O movimento em cadeia atinge a todos, uma vez que empresários veem sua margem de receita diminuir, começam investir menos, contratam menos, desaceleram as expansões e, por vezes, até enxugam o quadro de empregados de suas empresas. Como remédio amargo, o Banco Central tem elevado as taxas de juros na tentativa de refrear a inflação em 2022 e 2023.

Bem, acredito que os efeitos da inflação são percebidos por todos, mas o que fazer nesse momento para manter seu planejamento financeiro e não extrapolar o teto? O controle de suas planilhas mais que nunca se torna necessário, uma vez que as despesas com combustível, por exemplo, subiram não porque você andou mais, mas sim porque o custo aumentou bastante. Recalcular o que você pode gastar com cada item de seu plano financeiro será necessário, já que infelizmente seu salário ou ganho provavelmente não aumentou na mesma proporção da inflação.

Outra dica que posso dar é: se possível, faça uma renda extra nesse período, já que essas dificuldades sempre acabam por reduzir ainda mais os valores que gastávamos com diversão! É como eu sempre digo: planejar não pode ser sinônimo de se privar.

Hábitos de consumo, como substituir marcas de alguns produtos, nesse momento também pode contribuir para que seu orçamento com despesas de materiais de limpeza, por exemplo, não se altere. Lembre-se sempre de consumir produtos da estação, pois apesar da inflação eles sempre têm preços mais atrativos na hora do consumo. Cortar algum supérfluo neste momento pode ser necessário e fazer toda diferença.

E, para finalizar, nesse momento de incerteza fuja do mercado de investimentos de risco. A renda fixa tem tido taxas atrativas devido à alta da taxa Selic e é a garantia de que seu dinheiro estará lá quando você precisar, sem sustos.

Esse momento é transitório e vai passar, e essas pequenas alterações em seu orçamento voltarão ao normal. Afinal, planejar é para vida toda!

Fonte: Uniprime

Um comentário em “Dicas para driblar a inflação

  • 18 de abril de 2022 em 9:56 am
    Permalink

    Seria muito bom se todos pudessem fazer uma renda extra para driblar a inflação, mas quem não pode a mudança de hábito e a diminuição de desperdício de alimentação pode ajudar.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *