Economicamente como ficamos

Economicamente como ficamos

A resposta de valor inestimu00e1vel engloba as mudanu00e7as e os desafios para a estabilidade econu00f4mica global em um cenu00e1rio afetado pela pandemia

Em 2019, a Global Footprint Network, organizau00e7u00e3o internacional pioneira em calcular a pegada ecolu00f3gica, anunciou que chegamos ao esgotamento dos recursos naturais disponu00edveis no planeta. Parece que a conta chegou muito antes do que imaginu00e1vamos com a pandemia do Coronavu00edrus, reforu00e7ando a necessidade de a sociedade repensar o modelo econu00f4mico para continuar vivendo na Terra.
A pressu00e3o recaiu no decorrer dos u00faltimos meses de quarentena, impactando diversas empresas e iniciativas que anteciparam uma su00e9rie de projetos futuros para atender as necessidades de um mercado que estagnou. Na contramu00e3o de setores que foram sufocados pela avalanche e tiveram que fechar seus negu00f3cios, as grandes empresas de tecnologia, como Apple, Microsoft, Facebook entre outras, lideraram a proposta de soluu00e7u00f5es para possibilitar movimentos, mesmo com as restriu00e7u00f5es existentes.
Detentoras de inteligu00eancia e com alto valor de mercado, as soluu00e7u00f5es apresentadas por esse segmento denotam uma continuidade na disrupu00e7u00e3o nos padru00f5es de consumo e nas transau00e7u00f5es econu00f4micas. O WhatsApp, por exemplo, tentou incorporar a realizau00e7u00e3o de pagamentos e transferu00eancia pelo App, o que acabou sendo barrado pelo Banco Central e o Cade, prezando pela seguranu00e7a dos usuu00e1rios. Ju00e1 a plataforma de videoconferu00eancia Zoom, ultrapassou o valor de mercado das principais companhias au00e9reas do mundo como America Airlines, Delta e United.
Em du00e9cadas, esta u00e9 uma das crises econu00f4micas mais agudas da Era Moderna. Poru00e9m, compu00f5e o conceito cu00edclico do capitalismo e, como aponta o economista Carlos Decotelli, nesse cenu00e1rio, o mais impactante foi o debate aberto sobre a constatau00e7u00e3o da vida em relau00e7u00e3o u00e0 morte, a variu00e1vel econu00f4mica e a necessidade de racionalizau00e7u00e3o dos processos. u201cA partir de agora, vamos passar a ser competitivos em um outro patamar da evoluu00e7u00e3o humana, porque u00e9 desta forma que u2018funcionamosu2019 na busca pela produtividadeu201d.

Reinventando a roda


Embora as mudanu00e7as tenham se concentrado na u00e1rea tecnolu00f3gica, houve uma busca criativa pela otimizau00e7u00e3o de recursos. O home office, por exemplo, passou a ser considerado por muitas empresas como definitivo atu00e9 o fim de 2020, e outras organizau00e7u00f5es ju00e1 adotaram como uma soluu00e7u00e3o definitiva para os negu00f3cios.
Do escritu00f3rio atu00e9 o oru00e7amento domu00e9stico, a pandemia impulsionou o repensar para evitar o desperdu00edcio, simplificar processos e agregar inovau00e7u00e3o u00e0s atividades. Alu00e9m disso, o questionamento a respeito de novos aprendizados para o futuro e, acima de tudo, qual o grau de dedicau00e7u00e3o sobre as nossas responsabilidades.
A mudanu00e7a, na visu00e3o de Decotelli, acontece de forma irrestrita, porque todas as u00e1reas precisam pensar em produtividade e gerau00e7u00e3o de riquezas. u201cEstu00e1 sendo repensado o quanto u00e9 eficiente manter reuniu00f5es regulares em escritu00f3rios ou fortalecer os mecanismos de home office. Todas as empresas que trabalham com linguagens de inovau00e7u00e3o tecnolu00f3gica em processos de racionalizau00e7u00e3o e simplificau00e7u00e3o da comunicau00e7u00e3o, por exemplo, foram as mais rentu00e1veis neste momento, porque estu00e3o criando outras soluu00e7u00f5esu201d, observa.
Em tempo real, diversas pesquisas foram realizadas para mapear essa tendu00eancia em relau00e7u00e3o ao trabalho remoto. Divulgado pela Exame, o estudo da Cushman & Wakefield, multinacional de gestu00e3o de escritu00f3rios corporativos, apontou apu00f3s entrevistar 122 executivos, que 73,8% pretendem instituir o home office como pru00e1tica definitiva no Brasil apu00f3s a pandemia. Na contrapartida, antes da crise, apenas 33,6% das empresas adotavam esse modelo.
No efeito dominu00f3, o mercado imobiliu00e1rio sentiu diretamente a restriu00e7u00e3o na circulau00e7u00e3o de pessoas. u201cO setor tem avaliado esses movimentos de ir e voltar do trabalho e visto que seru00e3o suspensos. Entu00e3o, hu00e1 um deslocamento do mercado de avaliau00e7u00e3o estratu00e9gica imobiliu00e1ria pra estudar se os indivu00edduos vu00e3o querer casas mais concentradas na densidade urbana ou se vu00e3o preferir locais mais dispersos com qualidade de vida melhor, poru00e9m que ainda possam manter o mesmo patamar de ganhou201d, explica o economista.
Outro segmento que demonstrou resposta foi o alimentu00edcio, afinal a alimentau00e7u00e3o sempre foi sinu00f4nimo de seguranu00e7a humana. u201cO agronegu00f3cio brasileiro se mostrou competente para essa nova fase da economia com a entrega dos alimentos, ciclo de compras e escala de preu00e7os diferenciados. As cooperativas que produzem no campo estu00e3o usando mais as plataformas, levando qualidade alimentar para fortalecer sua estrutura de sau00fade alimentaru201d, analisa Decotelli.

Solidariedade e oportunidades


Nas contas da Associau00e7u00e3o Brasileira de Captadores de Recursos (ABCR), que monitora a filantropia brasileira, a pandemia ju00e1 movimentou R$ 3 bilhu00f5es em doau00e7u00f5es de empresas e pessoas fu00edsicas no pau00eds, um recorde nacional. Em uma sociedade excessivamente hierarquizada, onde o maior poder de renda se equipara u00e0 maior seguranu00e7a, o fato de todos serem potencialmente contaminados, viverem ou morrerem, ampliou a consciu00eancia de igualdade. O que poderu00e1 refletir em grupos sociais em mecanismos de suporte pu00fablico.
u201cHoje, as empresas fazem grandes doau00e7u00f5es para que pessoas de menor renda possam sobreviver. Se esse trabalho de colaborau00e7u00e3o social continuar, podemos ver mudanu00e7as substanciais, em como diminuir o fosso de desigualdadeu201d, avalia o economista. Alu00e9m de questu00f5es relacionadas ao impacto financeiro, muitas empresas modificaram suas atividades para auxiliar com o necessu00e1rio. Assim, a Ambev, holding do ramo de bebidas alcou00f3licas, passou a produzir u00e1lcool em gel para hospitais, e atu00e9 pu00e3o para enviar u00e0s comunidades. Referu00eancia no segmento de beleza, O Boticu00e1rio tambu00e9m se destacou na produu00e7u00e3o e distribuiu00e7u00e3o de u00e1lcool em gel.
Sobretudo e nu00e3o menos importante, Decotelli comenta que, ambientalmente,, a Covid-19 se apresentou como uma u2018curau2019 para o planeta. Nu00e3o, obviamente, atribuindo a situau00e7u00e3o como benu00e9fica, mas, na contrapartida da retrau00e7u00e3o, circularam imagens de golfinhos nadando no canal de Veneza, e dos u00edndices de COu00b2 apresentarem reduu00e7u00e3o em algumas regiu00f5es do mundo. u201cEm um balanu00e7o de quais os efeitos que vu00e3o perdurar, podemos resumir a uma maior qualidade de vida, maior respeito entre as pessoas, independentemente da sua renda e a pru00f3pria preservau00e7u00e3o da vidau201d, conclui. Como ainda bem destacou o economista, passamos por uma etapa de revisu00e3o de como a riqueza se organiza na sociedade.

u00a0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

//Código do Google Analytics