Você sabe como cuidar da sua pele corretamente?

A dermatologista da Unimed Ponta Grossa, Sarah Sanches, ensina a cuidar da pele corretamente

Esfoliação, limpeza, ácido, filtro solar, máscaras de hidratação… O universo do “skincare” – ou, no bom e velho português, cuidado com a pele – é imenso. Mas, vale o alerta: nem tudo o que você vê pela internet funciona para a sua realidade e para o seu tipo de pele. Aliás, escolher o produto errado pode, inclusive, trazer mais problemas à saúde do que benefícios, gerando manchas, lesões ou até alguma doença.

Leia também: Qual o protetor solar ideal para a sua pele?

Com o crescimento exponencial da indústria da beleza, bem como a enxurrada de conteúdos disponíveis na internet recomendando e divulgando diferentes produtos, é natural se deixar levar por “modismos”. Sejam em relação aos próprios dermocosméticos em si ou as ferramentas que auxiliam no cuidado com a pele, como esponjas elétricas, rollers com pedras, e até mini geladeiras para conservar os cremes, é necessário entender o que sua pele precisa e, claro, ter a orientação de um profissional.

Antes de tudo: por qual motivo é importante cuidar da pele?

Você é do tipo que negligencia o uso do protetor solar, não costuma tirar a maquiagem, ou se expõe ao sol nos horários inadequados? É melhor rever seus hábitos! Quando somos jovens, o resultado dos cuidados inadequados com a pele demora a aparecer, mas a exposição diária à radiação ultravioleta e à poluição – unidos à negligência – podem trazer problemas sérios de saúde.

A dermatologista Sarah Sanches, cooperada da Unimed Ponta Grossa explica que, em geral, os dados começam a ser notados a partir dos 30 anos. “São percebidas manchas na pele, flacidez, alteração de textura ou rugas. A partir dos 50 anos, podemos encontrar lesões pré-câncer e até mesmo câncer de pele”, explica. Em casos que o paciente tem um fototipo baixo, ou seja, pele muito clara, e se expõe ao sol intensamente, tais danos podem ser percebidos antes.

Por este motivo, conhecer melhor sua pele e cuidá-la de maneira correta é essencial para a saúde a médio e longo prazo.

Como saber qual é o seu tipo de pele e como cuidar corretamente

Existem, de forma geral, três tipos de pele: seca, mista e oleosa. De acordo com Sarah, o próprio paciente percebe, ao longo do tempo, qual é o seu tipo. “A pele da maioria das pessoas é mista, ou seja, é oleosa na zona T (testa, nariz e queixo) por conter maior número de glândulas sebáceas, e no restante é mais oleosa”, diz. Porém, se houver dúvidas, basta consultar o seu dermatologista de confiança para entender melhor qual é seu tipo de pele e quais os produtos são mais adequados.

Em relação à rotina de skincare, a dermatologista destaca que não é necessário um armário recheado de produtos para começar a cuidar da própria pele de forma correta. “Costumo orientar os pacientes que o essencial para a saúde da nossa pele da face é a higienização, ou seja, lavar o rosto ao acordar e à noite, e aplicar o filtro solar pelo menos três vezes ao dia (ou mais vezes em caso de exposição intensa), na quantidade adequada. Praticando esse cuidado diariamente, o paciente só tem a ganhar”, diz.

Para a profissional, é importante lembrar que a indústria da beleza está interessada em vender, então é natural que exista uma grande oferta de diferentes ferramentas, produtos e acessórios. Por isso, é importante que sejamos críticos. “Você consegue, por exemplo, lavar a face com sabonete e suas mãos. A esponja elétrica não é item essencial, porém se te faz mais feliz e empenhada em realizar a limpeza facial, tudo bem usar. É uma questão de experiência pessoal”.

Mitos e verdades do cuidado com a pele

Por fim, a dermatologista elenca alguns mitos e verdades sobre o cuidado com a pele. Confira:

Hoje está nublado ou chovendo, então não é necessário o uso de filtro solar
Mito. A radiação ultra violeta do tipo A é constante durante o dia todo, independente do clima. Portanto, use protetor soltar todos os dias!

Não preciso usar filtro solar se estou dentro de casa
Mito. É necessário sim, pois a casa tem janelas por onde a radiação ultra violeta ultrapassa.

Minha pele é oleosa, então não preciso passar hidratante.
Mito. A pele oleosa também necessita de hidratação. Procure seu dermatologista para saber qual é o creme hidratante mais adequado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *