Confira dicas para se alimentar melhor no frio e driblar a tentação

Nutricionista traz dicas para se alimentar melhor no frio e driblar a vontade de consumir produtos mais calóricos

É só o dia amanhecer nublado ou com um ar mais gelado, que logo pensamos em consumir um docinho ou uma refeição mais “quente” – e, muitas vezes, bem mais calórica. No inverno, essa busca por alimentos que nos tragam uma sensação de maior saciedade e calor aumenta, e pode ser uma armadilha para consumir em excesso produtos industrializados ou ricos em gordura, que prejudicam o funcionamento do nosso corpo.

Leia também: A importância dos macronutrientes na alimentação

Não é loucura ou efeito do frio na sua cabeça: quando as temperaturas caem, consequentemente o nosso corpo precisa de mais energia para se manter aquecido e, assim, o gasto energético aumenta. “Como nosso organismo gasta mais energia para se manter aquecido, em consequência essa energia deve ser reposta, com isso o organismo faz com que aumente nosso apetite”, explica a nutricionista Ana Paula da Silva, que atua no Hospital Geral Unimed (HGU) de Ponta Grossa.

Nutricionista Ana Paula da Silva, que atua no Hospital Geral Unimed (HGU) de Ponta Grossa

O problema acontece quando recorremos a alimentos muito calóricos, como sopas cremosas, lanches, bolos e outros industrializados, que nos proporcionam uma falsa sensação e saciedade e bem-estar que, quase que instantaneamente, vai embora. “Para driblar essa vontade de comer alimentos mais pesados e ricos em açúcares e gorduras, é válido pensar em organização e substituição dos alimentos, e se necessário não permanecer mais que três horas sem se alimentar. Isso, para não acontecer o descontrole e começar a comer tudo o que vier pela frente”.

Conforme Ana Paula, devemos sempre priorizar as refeições completas, que contém carboidratos, proteínas e gordura – as boas! -, e incluir alimentos que aumentam a saciedade, como as fibras encontradas em frutas, grãos, verduras e legumes. “Inclua nas refeições o arroz e macarrão integrais, feijão, legumes assados ou em sopas, e frutas cozidas. Isso ajuda muito a controlar o apetite de inverno”, destaca a nutricionista.

Forma de preparo pode ajudar no consumo de verduras

E por falar em frutas e legumes, é natural deixá-los de lado quando as temperaturas caem, uma vez que esses alimentos costumam ser mais gelados – tudo o que não queremos quando o frio chega. Por isso, Ana Paula orienta a mudar a forma de preparo para que esses itens fiquem mais apetitosos nessa época, apostando em receitas que levam as verduras assadas ou cozidas, por exemplo. “Sempre que possível, leve em consideração aquela frase de ‘descascar mais e desembalar menos’”, comenta a nutricionista, ao destacar a importância de priorizar alimentos naturais ao invés dos processados.

Dicas para se alimentar melhor no frio

Adapte as opções: Se o chocolate quente não pode faltar, substitua o leite integral pelo desnatado, que possui quantidades similares de proteínas, potássio, fósforo e demais nutrientes, principalmente o cálcio. Sua principal vantagem é ter uma quantidade inferior de gordura.

Sopas: Sopa de legumes é sempre uma boa opção, alimenta e esquenta. “Cuidado para não colocar legumes demais e aumentar a taxa de açúcar no sangue, três ou quatro opções está ótimo e vai alimentar muito bem”, ressalta a nutricionista.

Salada também cai bem: Tente acrescentar sempre que possível um prato de salada, elas são fonte de fibras e vão ajudar na questão da saciedade

Corpo em movimento: A prática de atividade física de alta intensidade e curta duração também ajuda na redução e controle do apetite.

Hidrate-se: Mesmo no inverno, devemos beber muita água, pois, justamente por causa do frio, o organismo não costuma manifestar sede como no verão, e isso pode levar à desidratação, principalmente em idosos e crianças.

Se não der pra resistir às massas: Evite os molhos brancos e à base de queijo, pois são muito calóricos, e se possível substitua por massas integrais que proporcionam uma maior saciedade e agregam mais nutrientes para a saúde.

Bebidas quentes: Aproveite o inverno usando mais bebidas quentes e pouco calóricas. “Lembre-se que é um excelente momento para saborear os diferentes tipos de chás e cafés”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *