Depoimento 11: desafios da pandemia

Não está fácil para ninguém. A Covid-19 imprimiu um novo ritmo à vida de todos. À dos profissionais de saúde, não é diferente. O susto foi grande para a maioria. Muitos ao escolherem essa área já intuíam os riscos, mas a realidade, na maioria das vezes, se sobrepõe às expectativas. Foi o que aconteceu em relação à essa pandemia. Todos, no entanto, mantêm a convicção de que, no mínimo, sairemos dessa mais fortalecidos.

Leia os outros depoimentos

E você o que acha? Fomos ouvir o grupo de profissionais que trabalha no Centro de Atenção Personalizada à Saúde (APS), da Unimed Paraná. Veja o que eles disseram.

“Quando criança, meus pais tinham um comércio. Desde então, sempre gostei de atendimento ao público. Ouvir as necessidades das pessoas e pode ajudá-las me faz feliz. Jamais imaginei, no entanto, que trabalharia em meio a uma pandemia. Em um primeiro momento, isso foi assustador, mas com o passar dos dias e com as orientações fornecidas, eu fui me tranquilizando mais. As medidas de proteção disponíveis e a orientação quanto aos cuidados me ajudaram a saber como devo agir. Máscara, higienização das mãos, álcool, evitar tocar olhos, boca e nariz e manter distanciamento têm sido cuidados constantes, observados dentro e fora do trabalho.

Um momento que nunca vou esquecer, em meio à pandemia, foi algo que aconteceu logo no início. Eu estava chegando em casa, logo após um dia todo de trabalho, e ao abrir a porta, minha filha, 4 anos, veio correndo para me abraçar e comemorar a minha chegada. Porém, tive que ‘negar’ o abraço. Expliquei para ela o porquê, mesmo assim, como mãe, apesar de saber o que era o melhor para ela, naquele momento, me senti muito mal.

Essa situação em que estamos vivendo não está fácil. Está muito cansativo, estressante, agoniante e doloroso pelas perdas de vidas o país e o mundo estão tendo. No entanto, talvez, haja uma lição em meio a tudo isso: a de que somos todos iguais, que estamos enfrentando a mesma situação. Aqueles que podem ficar em casa que fiquem, e que levem a sério todas as medidas de segurança. Pois cada um fazendo a sua parte e o seu melhor, logo venceremos essa batalha”.

Jeane Cristina da Costa – Assistente Administrativo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

//Código do Google Analytics