Unimed Londrina é case de sucesso do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente

A cooperativa foi citada como um caso de sucesso pelo IBSP graças ao seu trabalho com o Núcleo de Segurança do Paciente

O Núcleo de Segurança do Paciente (NSP) é a instância do serviço de saúde criada para promover e apoiar ações voltadas à segurança do paciente, um componente extremamente importante na busca pela qualidade das atividades desenvolvidas nos serviços de saúde. Na Unimed Londrina, o NSP foi lançado em fevereiro deste ano e inclui quatro integrantes sendo uma enfermeira de Controle de Infecções Hospitalares, uma coordenadora de Enfermagem, uma técnica de Segurança do Trabalho e uma enfermeira de Qualidade. Essa equipe contou com consultoria do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP), que citou a cooperativa como um case de sucesso.

De acordo com a publicação feita pelo Instituto por meio de um e-book, o principal desafio na cooperativa era centralizar as atividades no Núcleo, meta que foi alcançada com o apoio dos colaboradores. “O IBSP foi muito importante para que a Cooperativa atendesse as diretrizes legais no desenvolvimento e execução das atividades do NSP”, pontua Rafaele Carolina Negrão, enfermeira de Controle de Infecções Hospitalares e integrante do Núcleo.

Consultoria do Instituto Brasileiro de Segurança do Paciente

Iniciada em setembro de 2021, a consultoria do IBSP teve a duração de três meses e foi desenvolvida em duas fases. “Na primeira fase, a cooperativa apresentou as suas características e serviços. Essa fase foi fundamental para a elaboração de um relatório de diagnóstico situacional, com base nas principais oportunidades de melhorias encontradas”, explica a coordenadora de Enfermagem, Vitória Reis.

Na segunda fase, a partir do diagnóstico situacional, o NSP se reuniu com um consultor de qualidade e segurança do paciente para trabalhar os itens priorizados. “Foram criados e organizados os documentos, desenho dos fluxos, ferramentas para análise de eventos, ferramentas de comunicação, planejamento de atividades e definição de estratégias para sensibilização das lideranças”, enumera Sarah Regina Alves da Cunha, técnica de Segurança do Trabalho.

Após a finalização da consultoria, o Núcleo foi informado que o projeto do NSP da cooperativa seria divulgado como um case de sucesso: Desafios na implementação do Núcleo de Segurança do Paciente – Experiências da Unimed Londrina com a consultoria em NSP do IBSP. Confira o e-book que detalha a experiência clicando aqui.

Além da implementação dos protocolos, o NSP investe em atividades de capacitação dos colaboradores assistenciais. “Nutrir essa cultura de segurança contribui para a manutenção de uma força de trabalho centrada na de qualidade e segurança para o paciente, além de garantir uma melhor assistência”, defende Ana Carolina Elias Gama, enfermeira de Qualidade.

Saiba mais: Clínica de Oncologia da Unimed Londrina atinge satisfação recorde em pesquisa

Fonte: Unimed Londrina