Rápida e certeira

Com agilidade, Unimed Paraná se organiza de forma estratégica e cria centro de atuação em várias frentes durante a pandemia do novo coronavírus

Em junho de 2020, quando os casos de casos da Covid-19 no Paraná começaram a dar sinais de que iriam aumentar, um alerta soou na Unimed Paraná. Com a retomada, após o achatamento inicial da curva da pandemia, o presidente da cooperativa, Paulo Faria, tomou uma importante decisão: preparar e organizar o Sistema Unimed para lidar com os casos de coronavírus diante do novo cenário.

Norteados pelos piores dias que se seguiriam no enfrentamento à pandemia, diversos setores e pessoas estratégicas da Unimed Paraná foram convidadas a participar de um novo projeto, o Centro de Controle Estadual Covid-19. “Todos entenderam as necessidades que poderiam surgir, ou que já haviam sido identificadas, e idealizaram a estrutura e escopo do projeto, que foi totalmente concretizado no mês de julho, com a participação de setores chaves da Federação e ainda 100% das Singulares do estado”, conta Oáidia Noceti Serman, médica e gerente de Atenção à Saúde e do Núcleo de Inteligência e Informações em Saúde da Unimed Paraná.

Rapidez

De acordo com a médica, a aproximação da fase crítica reforçou a necessidade da cooperativa – responsável pela assistência de mais de 1,5 milhão de vidas – de se organizar e minimizar os possíveis prejuízos assistenciais ou financeiros, além de garantir a melhor assistência aos clientes e beneficiários.

Assim nascia um grande projeto para controlar e comandar a gestão de informações e demandas estaduais, com respostas rápidas e assertivas, aliadas a uma atuação proativa, visando a uma gestão inteligente no enfrentamento da pandemia. Com o Centro, é possível realizar um monitoramento em tempo real, levantar informações com agilidade e dar suporte para a tomada de decisões. Tudo coordenado por uma equipe multiprofissional e multifuncional, formada por setores estratégicos do Sistema Unimed (Saúde, NIIS, Operações de Intercâmbio e Rede Credenciada, Administrativo e Compras, Gestão de Pessoas, Gestão de Projetos e NDH, além da Comunicação e Marketing) e por pontos focais das Singulares. Sendo baseado em seis pilares ou linhas de frente.

Unimed Federação do Estado do Paraná, 07 de agosto de 2020.

“Foi composto dessa forma devido às necessidades das Unimeds do estado durante a pandemia e que foram organizados em seis áreas. Criamos uma grande equipe com conhecimentos e formações variadas, para, com isso, discutir e resolver qualquer tipo de demanda ou problema que poderíamos enfrentar”, complementa a médica.

Funcionamento

Segundo Oáidia, as Singulares desempenham um papel de extrema relevância no projeto, pois todas fazem parte desde o início, indicando pontos focais e participando ativamente das discussões e tratativas das demandas. “O objetivo é e sempre foi unir forças e conhecimento para resolvermos qualquer problema ou dificuldade de forma mais efetiva e rápida possível”, ressalta. Ela explica que o funcionamento do Centro está baseado sempre numa comunicação rápida entre os integrantes, discutindo e tratando das demandas entre todas as Unimeds. Para a comunicação, foram criados grupos de e-mail e Whatsapp, e ainda reuniões periódicas semanais para troca de experiências e discussão de problemas, além de apresentação de soluções.

Balanço

De acordo com a médica, o Centro tem apresentado um resultado bastante satisfatório até agora, já que cumpre o objetivo de comunicar de forma rápida e assertiva, discutindo os riscos e demandas reais para se chegar a uma solução dos problemas, sejam eles de assistência ou apenas para minimizar os impactos operacional e financeiro sobre as diversas Unimeds.

Assim como a pandemia, o Centro de Controle Estadual Covid-19 não tem um prazo para encerrar as ações. A equipe está trabalhando assiduamente nas demandas que surgem e, não havendo essa necessidade, o foco se volta para melhorias de processos, troca de conhecimentos e experiências, dados e informações no sistema, para que em momento nenhum o Sistema Unimed seja surpreendido com demandas inesperadas ou não pensadas anteriormente. “Com esta organização, certamente crescemos como Sistema Cooperativo, otimizamos recursos financeiros e humanos e certamente sairemos mais fortes e organizados do que entramos, pois devido à necessidade de todos neste momento único de ameaça à saúde populacional, estamos identificando as oportunidades de melhorias e trabalhando nelas, para que passemos essa fase com o menor impacto possível”, assegura.

Vamos juntos enfrentar o coronavírus?

Inspirado na ação do Ministério da Saúde, que buscou profissionais da saúde voluntários para trabalhar no enfrentamento da pandemia em lugares que tinham extrapolado suas capacidades, o Centro de Controle Estadual Covid-19 criou um banco de talentos temporário, sendo parte do pilar Cadastramento de Profissionais.

Para atrair e selecionar os candidatos, foi realizada uma campanha de comunicação nas redes sociais da cooperativa, que convida médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem para atuar no Paraná no combate ao novo coronavírus. Os interessados devem se cadastrar em uma plataforma criada pelo Núcleo de Informação e Inteligência em Saúde, em parceria com Gestão de Pessoas e Núcleo de Desenvolvimento Humano, onde há todas as informações necessárias para uma contratação temporária, assim como uma análise prévia do perfil de cada profissional e a região onde reside.

Nessa grande base de dados, as unidades próprias assistenciais das Unimeds do Paraná podem fazer as contratações para manter suas escalas de plantão, caso tenham problemas de profissionais pela própria pandemia. A base também poderá ser usada pela rede credenciada, se houver necessidade no decorrer da pandemia. Acesse: https://www.unimedpr.coop.br/limesurvey/index.php/761165/lang-pt-BR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

//Código do Google Analytics